Tecnologia

TBC será a responsável pela operação técnica da entrevista de Ronaldo Caiado ao Roda Viva

Equipe estará a postos no Palácio das Esmeraldas para garantir a transmissão ao vivo do governador para o programa da Rede Cultura

Publicados

em


Uma equipe de profissionais da TV Brasil Central estará a postos na noite desta segunda-feira, 6, no Palácio das Esmeraldas, de onde o governador Ronaldo Caiado concederá entrevista ao vivo para o programa Roda Viva da Rede Cultura, a partir das 22 horas.

Segundo o coordenador de Jornalismo da TBC, Dyego Spíndola, a emissora da Agência Brasil Central ficou responsável por toda a operação técnica de Goiânia. Já a TV Cultura disponibilizou espaço no satélite para que Caiado possa responder, ao vivo, os questionamentos oriundos de São Paulo da jornalista Vera Magalhães, que comanda o programa, e dos convidados.

Vão compor a bancada desta edição do Roda Viva, Conrado Corsalette, editor-chefe do Nexo Jornal; Maria Cristina Fernandes, colunista do Valor Econômico; Madeleine Lacsko, repórter do jornal Gazeta do Povo; Graciliano Rocha, editor do Buzzfeed News; e Alexandra Martins; redatora do BR Político.

Operação técnica

Dyego Spíndola informa que a TBC montou uma unidade móvel no Palácio das Esmeraldas, de onde vão atuar um diretor de TV, um operador de áudio, um operador de VT, dois cameramen, um técnico em externa, mais o diretor de Telerradiodifusão, Euler Barbosa, e o próprio coordenador de Jornalismo. ?Tudo isso para colocar esta edição do Roda Viva a partir daqui, de Goiânia, no que diz respeito à participação do entrevistado?, conta.

Há quase 34 anos no ar, conforme a TV Cultura, o Roda Viva é o mais antigo programa de entrevista da televisão brasileira, já que está no ar continuamente desde 29 de setembro de 1986. Entre os prêmios obtidos, o mais recente é o de Melhor Programa Jornalístico de 2019, Troféu APCA, da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Pandemia

Ronaldo Caiado é médico de formação, formado pela Escola de Medicina e Cirurgia, hoje parte da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, e com especialização em ortopedia.

Goiás foi um dos primeiros Estados a adotar medidas de isolamento social para enfrentar a disseminação da Covid-19 entre a população do Estado. Conforme Caiado, o fechamento, inicialmente por 15 dias, de escolas e do comércio goianos, foi adotado com base em critérios científicos, após consultas a diversos especialistas e à própria Organização Mundial de Saúde (OMS).

Na última sexta-feira, 3, foi publicado novo decreto governamental prorrogando até o próximo dia 19 de abril as medidas de isolamento social em Goiás, porém com a liberação de mais alguns serviços, como comércio de autopeças, feiras livres de hortifrutigranjeiros, escritórios de profissionais liberais (vedado o atendimento ao público) e cartórios extrajudiciais.

O programa Roda Viva de hoje à noite também poderá ser acompanhado, a partir das 22 horas, pelas redes sociais da TV Cultura e também pelas redes da TV Brasil Central. Em Goiás, a TV Brasil Central, emissora da Agência Brasil Central (ABC), é a filiada da TV Cultura e vai retransmitir o programa. As rádios Brasil Central e RBC FM também entrarão em cadeia, transmitindo o áudio do programa.

ABC Digital

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Tecnologia

Usuários do Google Chrome são alvo de ataque cibernético

Empresa disse que removeu mais de 70 extensões maliciosas

Publicados

em

Por


Um ataque de spyware recém-descoberto mirou 32 milhões de downloads de extensões do navegador de internet Google Chrome, disseram pesquisadores da Awake Security, destacando a falha do setor de tecnologia em proteger browsers apesar de serem cada vez mais usados para acesso a emails, folhas de pagamento e outras funções sensíveis.

O Google disse que removeu mais de 70 extensões maliciosas da Chrome Web Store depois de ser alertado pelos pesquisadores no mês passado.

“Quando somos alertados sobre extensões na Web Store que violam nossas políticas, agimos e usamos esses incidentes como material de treinamento para melhorar nossas análises automáticas e manuais”, disse o porta-voz do Google, Scott Westover, à Reuters.

A maioria das extensões gratuitas pretendia alertar os usuários sobre sites questionáveis ou converter arquivos de um formato para outro. Em vez disso, eles extraíram o histórico de navegação e os dados que forneciam credenciais para acesso a ferramentas corporativas.

Com base no número de downloads, foi o ataque de maior alcance na Chrome Store até o momento, segundo o cofundador e cientista-chefe da Awake, Gary Golomb.

O Google se recusou a discutir como o spyware se compara a ataques anteriores, a amplitude dos danos ou por que a empresa não detectou e removeu as extensões comprometidas por conta própria.

Não ficou claro que grupo está por trás do esforço de distribuição do malware. A Awake disse que os desenvolvedores forneceram informações de contato falsas quando enviaram as extensões ao Google.

Se alguém usar o Chrome infectado por uma dessas extensões em um computador doméstico, o malware transmitirá as informações roubadas da máquina, afirmaram os pesquisadores. Em redes corporativas, que incluem serviços de segurança, o computador não envia os dados confidenciais nem se conectará a versões falsas de sites, segundo eles.

Todos os domínios em questão, mais de 15 mil que eram conectados entre si, foram comprados de uma pequena empresa em Israel, Galcomm, conhecida formalmente como CommuniGal Communication. A Awake disse que a Galcomm deveria saber o que estava acontecendo.

Em um e-mail, o proprietário da Galcomm, Moshe Fogel, disse à Reuters que sua empresa não havia feito nada errado.

“A Galcomm não está envolvida e não cumpre nenhuma atividade maliciosa”, escreveu Fogel. “Você pode dizer exatamente o contrário: cooperamos com os órgãos policiais e de segurança para impedir o máximo que pudermos.”

Por Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

MAIS LIDAS DA SEMANA