Política

Deputado Zé Carapô defede a abertura do comércio no Estado de Goiás

O Deputado Estadual Zé Carapô (DC) defende a abertura do comércio no Estado de Goiás a partir do dia 1º de junho. Ele argumenta que a flexibilização da quarentena está funcionando bem e que de acordo com o resultado da Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (Epicovid-19), financiada pelo Ministério da Saúde, coordenada pelo Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e realizada pelas equipes do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), a prevalência da doença causada pelo coronavírus em Goiás é baixa.

Publicados

em


Segundo levantamento da UFPEL, a averiguação ocorreu porque a aplicação dos mais de mil testes rápidos nas cinco cidades goianas que participaram do estudo e em toda a Região Centro-Oeste não obteve nenhum resultado positivo para a presença de anticorpos.

O Parlamentar argumenta que outro importante motivo para a abertura do comércio são as recentes declarações de alguns estados de que sem a ajuda do Governo Federal eles podem não conseguir pagar a folha de servidores no próximo mês.

O Deputado acredita que a propagação do vírus chinês ocorre com uma politização desnecessária. ?Não há mais espaço para polarização e muito menos politização do tema. Enquanto muitos usam a pandemia como palanque, milhares perdem seus empregos. Já passou da hora dos reforços e ajustes no sistema público de saúde ficarem prontos. A população já entendeu os cuidados a serem tomados. O que estamos esperando? Um colapso total? O Brasil precisa voltar a andar, o Governo Federal não é um saco sem fundo. Essa dicotomia entre saúde e economia tem que parar. Emprego também é vida. Sou a favor, sim, da abertura do comércio e crescimento da economia para gerar renda e ajudar as pessoas a passarem por esse momento de pandemia?, concluiu Zé Carapô.

 

 

Nádia Lippi

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Política

Projeto de lei de Gleydson Nato busca garantir ações de transferência de renda aos estudantes de escolas estaduais

Já se encontra em tramitação, para análise, nas comissões da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, o Projeto de lei de autoria do deputado Gleydson Nato (PTB), que pretende criar o Projeto Alimentação Estudantil – PAE, destinado à ações de transferência de renda aos estudantes da rede pública estadual de ensino, configurando benefício complementar emergencial, em razão do estado de calamidade pública em saúde decorrente da pandemia da COVID-19, e dá outras providências

Publicados

em

Por


O deputado Gleydson Nato argumentou as diretrizes de seu projeto – Foto Dicom AL-TO

 

Pelo projeto de Nato,  fica  o Poder Executivo autorizado a contratar junto à Caixa Econômica Federal ou ao Banco do Brasil como agentes financeiros para a operacionalização do PAE no que tange à elaboração da folha de pagamento a partir dos dados e informações que serão disponibilizados pela Administração Pública Estadual e ao pagamento dos benefícios, obedecidas as exigências legais.

?

 

Ao justificar sua proposta, Gleydson Nato  mostrou dados estatísticos do  IBGE, que mostram que cerca de nove   milhões de brasileiros entre zero e 14 anos vivem em situação de extrema pobreza, ressaltando que esse  quadro de insegurança alimentar, que já vinha se agravando, piorou ainda mais nas últimas semanas, em função da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, que obrigou creches e escolas a fecharem as portas.

 

?Infelizmente, esse quadro de insegurança alimentar, que já vinha se agravando, piorou ainda mais nos últimos meses,  por isso tomamos a iniciativa de apresentar esse Projeto de lei, para tentar, pelo menos, minimizar as dificuldades financeiras por que passa expressivo número de nossos estudantes das escolas públicas e suas famílias?, argumentou o parlamentar.

 

 

 Ascom/Deputado Gleydson Nato

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

MAIS LIDAS DA SEMANA