Educação

Caldas Novas está entre as cidades com a melhor educação pública do Brasil

Publicado

em

Por: Andreazza Joseph

Para incentivar a educação pública de qualidade, a startup de educação Melhor Escola criou um ranking com as melhores escolas públicas do país.

Caldas Novas é conhecida mundialmente como a maior estância hidro termal do mundo, assim como também, é apontada como o 5º destino turistico do Brasil, recentemente, após uma pesquisa de opinião, duas escolas da rede estadual de ensino no municipio, aparecem entre as 10 nacionais com o melhor ensino de qualidade, foi o que apontou o ranking.

Atualmente, sabe-se que a educação brasileira se encontra em estado grave. Segundo a primeira etapa do Censo Escolar de 2021, mais de 650 mil crianças saíram da escola nos últimos três anos. Além disso, durante a pandemia, o número de crianças que não sabem ler e nem escrever cresceu 66% de acordo com análise feita pela organização Todos Pela Educação.

Dessa forma, com o intuito de incentivar uma educação pública de qualidade, o site Melhor Escola – um marketplace de educação básica do Brasil – fez uma pesquisa com milhares de pais, mães e responsáveis para saber quais as 10 melhores escolas públicas do país.

Na 8ª colocação está o Colégio Estadual De Caldas Novas – é muito bem avaliado pelos pais, alunos e funcionários da instituição, reflexo do comprometimento com um ensino de qualidade que a escola oferece. O Colegio Estadual De Caldas Novas se localiza em: Rua Victor De Ozeda Ala, SN- Centro, Caldas Novas – Goiás.

 

Já na 9ª Colocação, aparece a Escola Estadual Juscelino Kubitschek com a nota 4,6
A Escola Estadual Juscelino Kubitschek oferece toda a estrutura necessária para o conforto e desenvolvimento educacional dos seus alunos, como por exemplo: Internet, Banda Larga, Refeitório, Laboratório de Informática, Sala de Leitura, Pátio Coberto, Pátio Descoberto, Sala do Professor e Alimentação.

A Escola Estadual Juscelino Kubitschek é muito bem avaliada pelos pais, alunos e funcionários da instituição, reflexo do comprometimento com um ensino de qualidade que a escola oferece.

 

Para a pesquisa foram consideradas 79.612 instituições públicas de ensino básico cadastradas no portal. Porém, os responsáveis tiveram que avaliar as escolas que eles já tiveram contato. Assim, eles deram notas de 0,5 a 5 para os seguintes critérios: motivação dos estudantes, infraestrutura física da escola, participação da comunidade e desenvolvimento socioemocional dos alunos.

Dentre as cidades que estão no ranking têm-se: Rio de Janeiro, Salvador, Santos, Jundiaí, Cajamar, Belém e Caldas Novas. Sendo assim, o colégio Ceja Madureira, localizado na capital carioca, foi o que conquistou a primeira colocação com a nota média de 4,79.

A escola, além de ter a metodologia EJA (Educação de Jovens e Adultos), também conta com ensino fundamental e médio semipresencial. No ENEM 2019 a instituição de ensino obteve média de 510.4, maior do que a média geral do Brasil, que foi de 504,9.

O ranking completo com as 10 melhores escolas públicas do Brasil pode ser visto através do desse link a seguir: https://www.melhorescola.com.br/artigos/confira-as-melhores-escolas-publicas-do-brasil

Desde 2013, o site Melhor Escola, conecta alunos a escolas da Educação Básica de todo o Brasil. Assim, além de contar com informações de todas as escolas cadastradas no MEC (mais de 180 mil) para os pais que estão buscando por colégios, ele também oferece descontos nas mensalidades das escolas parceiras (mais de 7.000).

COMENTE ABAIXO:

Andreazza Joseph é um dos muitos potiguares talentosos que estão espalhados pelo mundo, multifacetado, possuindo formação em Direito e Jornalismo, além de atuar como produtor audiovisual na AgênciAzzA. Com sua paixão pela cultura nordestina, ele se destaca como um cordelista e multi-instrumentista. Sua habilidade em diversas áreas o torna uma figura versátil e criativa, trazendo uma perspectiva única para cada matéria que escreve."

Propaganda

Educação

Governo de Goiás e OVG incluem 4 mil novos bolsistas no ProBem

Publicados

em

Com processo seletivo, 14.600 alunos, de 243 municípios ou distritos goianos, são beneficiados em 103 cursos diferentes

Nesta quinta-feira (29/02), 4 mil novos bolsistas foram inclusos oficialmente no Programa Universitário do Bem (ProBem), concedido pelo Governo do Estado por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e do Goiás Social. No total, 3 mil estudantes receberão bolsas parciais e mil, integrais. A assinatura do Termo de Adesão ao benefício – que já é liberado neste semestre, inclusive a matrícula – ocorreu no Teatro Rio Vermelho, em Goiânia. O evento foi marcado por um momento especial: a palestra “Poesia que Transforma”, com Bráulio Bessa.

Com os novos bolsistas, o ProBem passa a atingir diretamente 14.600 contemplados em todo o estado de Goiás. Atualmente, a iniciativa beneficia estudantes de 243 municípios ou distritos goianos. São 103 cursos diferentes em 109 Instituições de Ensino Superior (IES). Desde 2019, são 40.823 universitários amparados pelo programa.

“A OVG tem sido o caminho para transformar o meu sonho em realidade. Agora, eu consigo focar apenas nos meus estudos, sem me preocupar financeiramente”, disse Bruna Gomes Carneiro, 20 anos, que cursa Medicina na Universidade de Rio Verde (UniRV), Câmpus Formosa, com bolsa integral do ProBem. “Graças ao Governo de Goiás, a minha jornada acadêmica está segura. E meu futuro também”, completou.

Presidente de honra da OVG e coordenadora do Goiás Social, a primeira-dama Gracinha Caiado ressalta a importância da iniciativa: “A partir de hoje vocês começam uma nova caminhada rumo a um futuro profissional. E o Goiás Social tem orgulho de estar ao lado de cada um de vocês. Aproveitem a oportunidade e se dediquem muito para se tornarem excelentes profissionais.”

Representando o governador Ronaldo Caiado, o vice-governador Daniel Vilela deu as boas-vindas aos novos beneficiários e recordou que, em Goiás, ninguém fica desamparado. “Cada um de vocês que está aqui hoje jamais se esqueçam da missão do Governo de Goiás, que tem como lema não deixar ninguém para trás. Com essa bolsa, criada com tanto carinho pelo governo Caiado, as políticas públicas emancipatórias, capazes de mudar a vida de milhares de famílias, chegam efetivamente a quem precisa. Hoje vocês recebem a oportunidade de mudar a própria história e o futuro de Goiás”, destacou Daniel.

“O Governo do Estado e a OVG, por meio do Goiás Social, está mudando a história de inúmeras famílias que talvez nunca tivessem imaginado que seria possível ver os filhos cursando uma faculdade. Nossos bolsistas têm a chance de vivenciar o que muitos sonham por toda uma vida”, diz a diretora-geral da instituição, Adryanna Melo Caiado.

A diretora de Programas para a Juventude da OVG, Rúbia Prado, frisa que “o ProBem vai além da bolsa de estudo. Ele também oferece o Banco de Oportunidades que permite acesso a cursos de capacitação, participação em projetos sociais e encaminhamento para o mercado de trabalho.”

O programa
O ProBem utiliza dados do CadÚnico para identificar as famílias em situação de vulnerabilidade social de todo o estado. Divididas entre parciais e integrais, as bolsas correspondem a 50% do valor da mensalidade, limitadas a R$ 650, ou a 100% do valor, até 1.500. As bolsas concedidas aos estudantes que cursam Medicina ou Odontologia são maiores: R$ 2.900 para parciais e R$ 5.800 para integrais, uma vez que os valores das mensalidades desses cursos são superiores aos demais. A iniciativa também oferece acompanhamento integral para família dos bolsistas mais vulneráveis, por meio de uma rede socioassistencial.

Fotos: Aline Cabral / Organização das Voluntárias de Goiás – Governo de Goiás

 

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

MAIS LIDAS DA SEMANA