Segurança

Goiás tem queda de até 92% na criminalidade em 2024

Publicado

em

Na comparação dos meses de janeiro a março deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, maior redução é em roubo de carga; número de feminicídios cai 31%

O estado de Goiás registrou queda em todos os índices criminais, nos três primeiros meses de 2024, em relação ao mesmo período do ano anterior. É o que apontam dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO) na manhã desta quinta-feira (11/04), em Goiânia. A maior redução foi verificada no crime de roubo de carga, com 92% – foram 13 casos no primeiro trimestre de 2023 e apenas um este ano.

Na sequência, estão roubo de veículo, roubo a comércio e furto a transeunte, com diminuição de 34%. Os casos de roubo a transeunte caíram 33% e os de feminicídios reduziram 31%. As informações têm como fonte o Observatório de Segurança Pública do Estado e são provenientes do Registro de Atendimento Integrado (RAI), conforme diretrizes do Plano Nacional de Segurança Pública.

De acordo com o governador Ronaldo Caiado, o estado tem priorizado o combate a crimes violentos, para garantir tranquilidade ao cidadão. Para ele, os números refletem a integração das forças de segurança: “Nossas polícias trabalham em conjunto. Isso acontece quando há uma política pública séria, austera. Assim temos o que mais interessa: resultado concreto e segurança para a população”, afirma.

Governador Ronaldo Caiado prestigia evento de formatura de policias militares, em Goiânia

Governador Ronaldo Caiado prestigia evento de formatura de policias militares, em Goiânia

O mesmo ponto é ressaltado pelo secretário de Segurança Pública, Renato Brum. “Realizamos ações preventivas por parte dos policiais militares na rua, com reforço daqueles que se formaram recentemente e daqueles que estão no estágio. Além disso, há um trabalho muito bem feito pela Polícia Judiciária, Polícia Penal e Polícia Científica dando retaguarda. E o Corpo de Bombeiros é nossa força de salvamento”, salienta.

Outro destaque do balanço, disponível no site da Secretaria, é que 165 municípios não registraram nenhum homicídio de janeiro a março deste ano. Também não houve nenhum caso de roubo a banco. “A polícia goiana como um todo têm cumprido sua função, dentro dos limites da lei, e a população reconhece”, complementa Caiado. Pesquisa da Genial/Quest divulgada nesta semana revela que a segurança recebe avaliação positiva de 69% dos entrevistados.

Ações proativas
No primeiro trimestre de 2024, foram cumpridos 2.258 mandados de prisão e apreensão no estado. Em ações integradas, ostensivas ou no patrulhamento de rotina, as forças de segurança recuperaram 974 veículos com registro de furto ou roubo. As polícias Civil e Militar efetuaram 7.352 prisões em flagrante. Além disso, 1.158 armas de fogo apreendidas e 1.911 foragidos recapturados. 3 toneladas de drogas foram retiradas de circulação.

Indicadores criminais (janeiro/março de 2024)
Roubo de Carga: -92%
Furto a Transeunte: -34%
Roubo em Comércio: -34%
Roubo de Veículos: -34%
Roubo a Transeunte: -33%
Feminicídio: -31%
Furto de Veículos: -27%
Homicídio Doloso: -24%
Furto em Residência: -20%
Roubo em Propriedade Rural: -20%
Furto em Comércio: -16%
Roubo em Residência: -14%
Tentativa de homicídio: -10%
Estupro: -9%
Furto em Propriedade Rural: -6%
Fonte: Observatório de Segurança Pública de Goiás (comparação com o período de janeiro/março de 2023)

Foto: Secom / Secretaria de Segurança Pública – Governo de Goiás

COMENTE ABAIXO:

Andreazza Joseph é um dos muitos potiguares talentosos que estão espalhados pelo mundo, multifacetado, possuindo formação em Direito e Jornalismo, além de atuar como produtor audiovisual na AgênciAzzA. Com sua paixão pela cultura nordestina, ele se destaca como um cordelista e multi-instrumentista. Sua habilidade em diversas áreas o torna uma figura versátil e criativa, trazendo uma perspectiva única para cada matéria que escreve."

Propaganda

Economia

Pintura do Serra Dourada é revitalizada com mão de obra carcerária

Publicados

em

Vinte reeducandos trabalham na praça esportiva até o dia 13 de abril, véspera do jogo entre Atlético Goianiense e Flamengo

Vinte reeducandos do Complexo Prisional Policial Penal Daniella Cruvinel, em Aparecida de Goiânia, iniciaram, na última quinta-feira (4/4), a revitalização da pintura externa e interna do estádio Serra Dourada. A prestação de serviço faz parte de convênio assinado entre a Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP) e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

O trabalho de pintura se estenderá até o dia 13 de abril, na véspera do jogo entre Atlético Goianiense e Flamengo (RJ), que será realizado na praça esportiva no dia 14 de abril, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro Série A.

Os apenados que trabalham na revitalização da praça esportiva serão remunerados com recursos financeiros do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege) e terão direito à remição de pena – um dia de sua pena remido a cada três dias trabalhados.

Durante o trajeto entre o Complexo Prisional e o estádio, os reeducandos são escoltados pelos grupamentos de elite da Polícia Penal – Tático de Ações e Escolta (GTAE) e o de Operações Penitenciárias Especiais (Gope). Dentro do Serra Dourada, a segurança é feita por policiais penais, com apoio da Polícia Militar.

“Uma de nossas missões é realizar, de forma digna, a reintegração social do reeducando. Esse convênio com a Secretaria de Esporte e Lazer é mais um passo para aproximarmos esses presos da sociedade e prepara-los para a vida e o trabalho fora do cárcere”, explica o diretor-geral adjunto de Polícia Penal, Firmino José Alves.

Secretário de Estado de Esporte e Lazer, Rudson Guerra enalteceu a parceria institucional firmada pelos órgãos do Governo de Goiás. “O Serra Dourada é um patrimônio de todos os goianos, e vai ser mostrado novamente para todo o Brasil neste grande evento que será o jogo entre Atlético e Flamengo. A mão de obra para a pintura vai deixar o estádio mais bonito para o torcedor e vai ser uma forma de reparação e ressocialização dos detentos”, destacou o titular da pasta.

Espaço ecumênico
Em 2023, a DGPP entregou 100 bancos de madeira para o espaço ecumênico do Serra Dourada e bancadas de madeira para as cabines de imprensa do estádio. Os itens foram produzidos por custodiados que trabalham na Seção Industrial do Complexo Prisional, em Aparecida de Goiânia.

Fotos: DGPP /Diretoria-Geral de Polícia Penal – Governo de Goiás

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

MAIS LIDAS DA SEMANA