Política

Proporção de jovens cresce no maior eleitorado da história

Publicado

em

Registro de eleitores entre 16 e 17 anos, cujo voto é facultativo, teve um crescimento de mais de 50% nas eleições de 2022

O eleitorado brasileiro em 2022 é 6,21% maior que o registrado em 2018. A informação é do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que divulgou nesta sexta-feira (15) estatísticas sobre os 156 milhões de cidadãos aptos a votar nas eleições deste ano, no dia 2 de outubro. Um dos maiores aumentos registrados foi no número de jovens entre 16 e 17 anos, cujo voto é facultativo.

Nas eleições deste ano, 2,1 milhões de jovens nessa faixa etária poderão votar. Em 2018, eram 1,4 milhões. O crescimento equivale a 51,13% nessa faixa etária do eleitorado. Segundo o TSE quase a totalidade dos eleitores jovens que vão votar em 2022 fez cadastro na Justiça Eleitoral nos quatro primeiros meses deste ano, graças a campanhas promovidas para conscientizar os jovens do seu direito.

— Os dados demonstram a pujança cívica da cidadania no Brasil. São mais de 156 milhões de eleitores que compõem no cadastro eleitoral o maior eleitorado da história brasileira — disse o presidente do TSE, ministro Edson Facchin, ao divulgar os resultado final da sistematização do cadastramento eleitoral no Brasil.

O eleitorado acima de 70 anos também cresceu. O salto foi de 23,82%, de 12 milhões em 2018 para 14,8 milhões em 2022. Esse número representa 9,52% de todo o eleitorado apto a votar no dia 2 de outubro. O voto nessa faixa etária também é facultativo, assim como acontece com os jovens e os analfabetos.

Segundo o TSE, os eleitores brasileiros estão distribuídos em 5.570 cidades no Brasil e 181 no exterior. Ao todo, eles estão divididos em 496.512 mil seções eleitorais. Outra razão para o aumento no número são os mais de 4 milhões de cancelamentos de título revertidos. Além disso houve um crescimento expressivo no eleitorado no exterior, que saltou de 500.727 em 2018 para 697.078 em 2022, um aumento de 39,21%.

Perfil

Entre os eleitores, a maior parte é de mulheres. São 82,3 milhões de eleitoras, 52,65% do total. Já os homens são 74 milhões, 47,33%. Outros 36,7 mil votantes não declararam gênero, num total de 0,02%. Esta é a terceira eleição na qual a Justiça Eleitoral garante que pessoas transgênero, transexuais e travestis tenham o nome (como preferem ser chamados) impresso no título de eleitor e no caderno de votação. No total, 37,6 mil eleitores fizeram essa solicitação.

No quesito escolaridade, os dados do Cadastro Eleitoral mostram que a maior parcela do eleitorado, 23,31%, é de pessoas que declararam possuir o ensino médio completo. Nas eleições de 2018 e 2014, a principal faixa do eleitorado era aquela composta por pessoas com o ensino fundamental incompleto. Em 2022, essa faixa do eleitorado corresponde a 22,97% total. Eleitores com ensino médio incompleto são 16,65% e com ensino superior completo são 10,95%.

O número de eleitores que declararam ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida cresceu 35,27%, passando 939,9 mil em 2018 para 1,27 milhão em 2022.

Regiões

Ainda segundo o TSE, São Paulo continua a ser o estado com maior colégio eleitoral brasileiro, com 22,16% de todos os eleitores. Em seguida aparecem os estados de Minas Gerais, com 10,41% do total de eleitores e Rio de Janeiro, com 8,2%. Ao todo, a região Sudeste concentra 42,64% de todo o eleitorado nacional.

O Nordeste vem logo após, com 27,11% do eleitorado. Na sequência aparecem o Sul (14,42%), Norte (8,03%) e Centro-Oeste (7,38%). Roraima (0,23%), Amapá (0,35%) e Acre (0,38%) são as unidades da Federação com menos eleitores.

Entre os municípios brasileiros, São Paulo também detém o maior eleitorado com 9,3 milhões de cidadãos. Em seguida aparecem Rio de Janeiro (5 milhões), Brasília (2,2 milhões), Belo Horizonte (2 milhões) e Salvador (1,9 milhões). Os menores colégios eleitorais estão nos municípios de Borá (SP), Araguainha (MT), Serra da Saudade (MG), Engenho Velho (RS) e Anhanguera (GO), que têm entre 1.040 e 1.234 eleitores.

Eleições

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 2 de outubro e o segundo será no dia 30 de outubro. As eleições de 2022 são para os cargos de presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital.

Mais de 118 milhões de eleitores — três a cada 4 brasileiros (75,51%) — já cadastraram a biometria e serão identificados por meio das impressões digitais. Em 2018 eram 59,31% e, em 2014, apenas 16,7%.

Com informações do TSE / Fonte: Agência Senado

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Caiado entrega Centro de Mídia do programa GoiásTec, estúdios e sala de coworking

Publicados

em

Com novos estúdios para educação e estrutura de produção de conteúdo jornalístico, Caiado comemora universalização da informação em Goiás por meio da Agência Brasil Central

Programa de mediação tecnológica tem foco em ensino para jovens residentes em locais de difícil acesso e tem capacidade para transmissões ao vivo via satélite. Autarquia também amplia ferramentas para produção de conteúdo jornalístico¬

O governador Ronaldo Caiado inaugurou, nesta segunda-feira (20/06), na sede da Agência Brasil Central (ABC), no Parque Santa Cruz, em Goiânia, o Centro de Mídia, com quatro estúdios, para a mediação tecnológica do programa GoiásTec, que oferece aulas do Ensino Médio via vídeo para estudantes que residem em locais de difícil acesso, como povoados, distritos, assentamentos, além de comunidades quilombolas e indígenas. Ainda na ABC, o chefe do Executivo estadual entregou mais três estúdios multimídia e uma sala de coworking, estes para as programações das tradicionais Rádio Brasil Central AM, RBC FM e TV Brasil Central (TBC).

 

As inaugurações de hoje mostram Goiás do ponto de vista tecnológico, com todo o instrumental para que a gente possa chegar nos mais variados pontos do nosso Estado, disse o governador Ronaldo Caiado.

Para estruturar os espaços do GoiásTec, concebidos por meio de um Termo de Cooperação entre ABC e Secretaria de Estado da Educação (Seduc), o Governo de Goiás investiu aproximadamente R$ 11 milhões. São três estúdios com capacidade para transmissões ao vivo via satélite e equipamentos utilizados por emissoras de televisão de todo o Brasil, além de mais um de pré-produção, onde as aulas serão qualificadas antes das exibições.

De forma presencial, professores e professoras da rede estadual farão a mediação entre o conhecimento e quem busca ele. Mais de cinco mil estudantes de toda as regiões já são atendidos pela plataforma, criada em julho de 2020. Só em 2021, foram 6 mil pessoas alcançadas, nos 1° e 2° anos no Ensino Médio, em 97 unidades de ensino, 45 extensões e 73 municípios.

A primeira turma do GoiásTec será formada neste ano, após a realização de uma prova que analisará o impacto da aprendizagem, além das taxas de evasão e abandono. A partir destes dados, a Seduc deve trabalhar na ampliação do programa para o atendimento de crianças do Ensino Fundamental I (1° ao 5° ano), que ficará sob responsabilidade dos municípios.

“Essa estrutura aqui é para sempre”, comemorou a secretária de Educação de Goiás, Fátima Gavioli. Ela conta que tem recebido um retorno muito positivo de pais e crianças que, com os estúdios do GoiásTec, não vão mais precisar percorrer grandes distâncias e passar muito tempo em transportes.

ABC renovada
Outros três novos estúdios multimídia para as Rádios Brasil Central AM e RBC FM, e para a TV Brasil Central, além de uma sala de coworking da ABC Digital com a ABC Multimídia, que permite o compartilhamento de espaço físico e a melhoria na utilização de recursos no ambiente de trabalho, também foram entregues pelo governador Ronaldo Caiado.

O primeiro estúdio é o auditório, que já transmite os debates do Jornal Brasil Central – Edição da Tarde, além do Boa Noite Goiás. O segundo espaço é o do Esporte, que mescla tecnologia e conforto. Já o terceiro será utilizado para transmissões em cadeia entre rádio, nas frequências AM e FM, e televisão. Na área de coworking, profissionais terão ferramentas para ampliar a produção de conteúdo com foco em tecnologia digital, aproximando a ABC do público on-line, que visa comunicação rápida e linguagem acessível.

“Hoje temos a certeza de falar que Goiás é dos goianos de verdade por ter um governador da educação, da saúde, da segurança pública e, também, da comunicação”, disse o presidente da ABC, Reginaldo Júnior. Ele conta que, nas gestões anteriores, a educação já levou muitos “nãos”, mas, agora, a educação ouve “sim” todos os dias com Caiado.

Com as inaugurações na ABC nesta segunda-feira, a agência já soma nove estúdios novos entregues desde o início da atual gestão do Governo de Goiás, em janeiro de 2019, com foco em equipamentos de qualidade e estruturas de custo reduzido, mas com funcionalidade e eficiência. “Estamos promovendo a chance de todas as pessoas terem informação e se desenvolverem, sem excluir ninguém”, disse o governador Ronaldo Caiado.

Estiveram ao lado do governador durante a passagem pela ABC o deputado federal Delegado Waldir; o reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Antônio Cruvinel; o presidente da GoiásTurismo, Fabrício Amaral; o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM) e prefeito de Goianira, Carlão da Fox e o presidente do Conselho Estadual de Educação, Flávio Roberto.

Fotos: Lucas Diener / Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

CATEGORIAS

MAIS LIDAS DA SEMANA